Contra a #PL118

Andamos à dias a falar da #PL118. Já se escreveram centenas de milhar de palavras sobre o assunto.

Já se explicou as objecções, os receios, as consequências previsíveis e até as formas como se vai contornar a situação.

Depois de todos estes dias, ainda assim aparecem pessoas no Twitter a pensar que só nos opomos àquela parvoíce porque somos contra o PS ou porque queremos ver o fim dos Direitos de Autor.

No meu caso, sim, sou contra o PS, mas também sou contra TODOS os outros Partidos políticos. Não me interessa de que cor, lado ou ideologia sejam, se fazem parte do sistema, fazem parte do problema.

Quanto aos Direitos de Autor, não tenho problemas em dizer que os considero anacrónicos, absurdos e não apenas deviam ser abolidos, mas todos os que durante anos os usaram como ferramenta de censura ou como barreira à difusão da cultura, deviam ser julgados por crimes contra a humanidade.

Mas isso sou EU. Duvido que encontre outra pessoa nesta discussão sobre a #pl118 que pense e sinta exactamente como eu. E no entanto, ainda há quem queira colocar a nossa justa indignação contra uma proposta sem pés nem cabeça, debaixo de lutas partidárias ou objecções ao Copyright.

Lamento a pobreza de ideias dessas pessoas, a sua incapacidade de perceber o que realmente está em causa e a utilização da hashtag para causar confusão e diluir a discussão colocando-a em campos que não são os que interessam discutir.

Bem sei que colocando estas objecções sob a luz de uma luta partidária, deve dar imenso jeito a quem não tem mais nem melhores argumentos. Mas, esquecem-se que quando se faz papel de parvo para iludir os outros, acabam por convencer toda a gente de que afinal são mesmo parvos e não têm representatividade nem interesse. Ao recorrer às armas da ignorância e estupidez, não está a fazer mal a mais ninguém senão a si mesmo.

Não me admira que quem vive das “rendas” vitalícias do copyright, sinta que qualquer alteração lhes vai tocar na carteira e se sinta ameaçado na sua fonte de receitas. Os que gostam do que fazem, não precisam de copyright. Só os que o abusam é que não sabem o que fazer sem ele.

Já agora, a #PL118 apesar de parecer, não tem assim tanto a ver com copyright, porque se refere a Direitos diferentes que são excepções ao copyright.

Em resumo, sou contra a #PL118 porque é imoral, absurda e ignorante. Tanto se me dá quem a tenha apresentado ou venha a aprovar.

Tenham vergonha na cara.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s