O que se diz?

O que se diz quando não queremos dizer nada?

O que se diz quando queremos dizer muito, mas, faltam-nos as palavras certas?

O que se diz quando não podemos dizer o que queremos?

O que se diz quando o que queremos dizer é irrelevante ou sem interesse?

O que se diz quando não temos nada para dizer, mas, por qualquer motivo é esperado que digamos alguma coisa?

O que se diz quando nos esquecemos do que íamos a dizer?

Calculo que cada um terá as suas estratégias e soluções para estas situações. Calculo que as aprendeu por observação dos padrões em vigor no grupo social em que cresceu. Mas, para cada um de nós, cada uma dessas situações provoca respostas diferentes que resultam de formas diferentes em função do(s) interlocutor(es).

Claro, podemos sempre aprender novas formas de resposta a situações destas. Podemos treiná-las. Podemos até ter conjuntos diferentes de respostas em função dos interlocutores. Mas, a nossa reacção mais genuína, mais verdadeira, é gravada permanentemente na fase inicial da nossa aprendizagem social.

Essas respostas não têm certo, nem errado, são dadas para benefício da interacção social, para benefício dos outros, ou como forma de protecção. São formas defensivas em argumentos, ou formas socialmente aceitáveis de silêncio. São mais agradáveis que uma mentira, ou um silêncio.

🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s